Sair

Laura Widal

5 dicas para ser um líder melhor a partir de hoje

// 18/07/2016

Vamos colocar em prática? Será uma dica por dia.

Dica 1: Equipe alinhada
Estamos entrando na segunda quinzena de julho. Época propícia para fazer uma reunião individual de acompanhamento de performance.
Como cada membro da sua equipe está frente às metas propostas no início do ano? Será que algum deles está com dificuldade em alcançar a meta, ou mesmo perdeu o foco do que é mais relevante e deveria ser feito ainda em 2016?
Roteiro rápido:
– Agende a reunião com pelo menos 3 dias de antecedência;
– Peça para que cada um prepare um status das metas combinadas para levar para a reunião;
– Passe por cada meta. Este é o momento de refletir sobre desempenho, então não entre em outros assuntos agora para não perder o foco, tais como carreira, ações de desenvolvimento, etc.
– Para cada meta, veja se o desempenho até o momento está em linha com o plano. Se estiver em dia ou acima do esperado, não esqueça de fazer o reconhecimento.
– Se o desempenho estiver abaixo, entenda os motivos que impediram a realização do que era esperado. Veja se você pode ajudar com alguma coisa, seja orientação, ajudá-lo a engajar outras pessoas da empresa, ou outro tipo de recurso.
O mais importante desta etapa é garantir que os resultados serão entregues. Seja claro e específico, não deixe sua equipe sair da reunião com qualquer dúvida sobre como se encontra em relação à expectativa de entrega para o ano, tanto se estiverem indo muito bem, quanto se estiverem com dificuldade.

Esta etapa é fundamental para garantir a qualidade da sua gestão. Não deixe para constatar que alguma meta foi perdida apenas no fim do ano, quando já não será possível fazer mais nada para recuperá-la.

Dica 2: Equipe integrada

Após as reuniões sugeridas na dica 1, você saberá como está o desempenho individual de cada membro do seu time. Nesta etapa, você, como líder, deverá olhar a equipe como um todo e verificar se há algum ajuste necessário para que a sua área entregue os resultados.

Existe alguma meta importante da sua área ameaçada de não ser entregue? Como você pode usar a força da equipe da melhor forma para garantir os resultados?
Após sua reflexão, faça uma reunião com todos para expor sua estratégia. Verifique se alguém tem ideias para contribuir, e explique o porquê de fazer o ajuste.
Seja sempre muito respeitoso ao expor a sua preocupação de entrega e o novo plano. Lembre-se que os motivos devem ser sempre de negócio, e nunca pessoais.
Aqui vale a mesma regra anterior: seja claro e objetivo. Como estamos falando de metas e entregas, quanto menos subjetivo melhor. Abra espaço ao final para verificar se alguém tem dúvidas sobre o todo e sobre suas responsabilidades individuais.

Dica 3: Coloque a mão na massa

2016 tem se mostrado um ano que desafia empresas e profissionais. Neste contexto, minha dica é que você reserve um tempo para discutir com a equipe os 2 ou 3 processos mais críticos e relevantes da sua área ou empresa.
Coloque a mão na massa para dar exemplo do que é preciso fazer em períodos como esse. Estamos desafiados a pensar fora da caixa, achar soluções diferentes para velhos problemas, identificar novas oportunidades, decidir quais são os novos investimentos que precisam ser feitos para gerar diferencial. E se você puder fazer isso de tempos em tempos junto com o seu time? Melhor ainda!
Se você estiver há um tempo já na posição de liderança, é provável que tenha se afastado de questões do dia a dia e operacionais. Com este olhar menos “viciado” é possível questionar como e por que as coisas são feitas.
Tenho certeza que vocês encontrarão pelo menos 2 insights relevantes!

Dica 4: Demonstre Maturidade
Líderes estão o tempo todo na vitrine. Costumo dizer que quando o discurso não é alinhado à pratica, o que prevalece é o que se vê, ou seja, o comportamento e prática dos líderes. Por isso as pessoas observam a liderança todos os dias.
Assim é fundamental que você controle suas emoções. Você representa a sua empresa e os valores dela.
Quando um líder fala, é como se estivesse usando um megafone. Assim, mantenha-se longe das conversas de corredor para evitar armadilhas. Não tenha reações emocionais exageradas, e busque sempre o equilíbrio.

Dica 5: Desenvolva Talentos e Sucessores
Para mim esta é a prova de fogo! O verdadeiro líder não quer ter apenas seguidores. Ele quer contribuir para a formação de novos líderes.
Se você ocupa hoje um cargo de gestão, tenho certeza que é consequência da sua dedicação e competência, e muito também por ter aprendido coisas valiosas com outras pessoas que contribuíram com sua jornada. Que tal retribuir isso para aqueles que estão mais próximos a você?


Compartilhe nos comentários como você faz isso no dia a dia!