+55 11 3624 8500 Sair

Laura Widal

Cultura ágil: como aplicar essa metodologia com os seus times?

// 08/08/2019

“Cultura de Startup”. Com certeza você ouviu falar essa frase e, provavelmente, parou para pensar como pode implementar os conceitos das startups dentro da sua organização, não importa qual o setor ou tamanho dela. Apesar de ser um “termo da moda”, essa cultura está baseada em algo que já falamos aqui no blog: a agilidade e os métodos ágeis. Ou seja, trabalhar com foco em performance e em soluções focadas no cliente, seja ele interno ou externo.

Mas como aplicar esse ritmo na sua empresa? Primeiro é preciso pensar o que vai trazer mais impacto para os resultados do cliente e focar nessas soluções. A partir daí, buscar ferramentas que vão permitir a execução de determinado projeto.

Para aplicar essas ferramentas é necessário formar o time. Em casos de aplicação dos métodos ágeis, é importante que sejam equipes pequenas, de no máximo 8 pessoas. Essas devem ser multidisciplinares para que os talentos e habilidades se complementem. Assim que o time recebe a sua missão (o que irá desenvolver), deve atuar com autonomia, se organizar e entender como entregar a solução.

 

Quero aplicar um método ágil. Existe uma receita pronta?

Nós já falamos aqui o quanto os métodos ágeis podem ser úteis e aplicados em diferentes formatos e tamanhos de empresa. Mas ao contrário do que muita gente pensa, não há uma fórmula pronta para que a metodologia funcione 100%. Cada organização é única e particularidades devem ser respeitadas.

Algo que é bastante comum dentro da metodologia ágil é realizar reuniões – que devem ser breves – para que cada colaborador do time diga o que vai produzir naquele dia e quando fará a entrega. Esse é um dos pontos para compreender se o projeto está caminhando no ritmo desejado.

Porém, antes de começar a aplicar as técnicas ágeis em toda a sua empresa, faça testes e treine a metodologia. É fundamental procurar pessoas dentro da sua equipe que já passaram por experiências parecidas. Estas vão ajudar as outras a estimular esse comportamento. A partir daí, avalie e perceba se a organização está pronta para receber o método como um todo.

Outro ponto importante é trazer o colaborador para desenhar o processo e as soluções – independente da área onde ele atua. Nós já falamos aqui que as equipes são multifuncionais, ou seja, aquele conceito de “cada um cuida da sua área” não existe mais.

Modelo mental: praticar o ágil ou ser ágil?

Quando se aplica o método ágil é necessário incorporar um modelo mental nos times que trabalharão dentro deste formato. Ou seja, mais do que saber exatamente o passo a passo da metodologia, conhecer e dominar as ferramentas, é necessário compreender a razão dos processos para que eles tornem-se sustentáveis.

Por isso é importante criar um mindset ágil, que vai atuar de forma muito mais consistente do que somente dominar a metodologia em si. Isso é necessário porque hoje uma ferramenta pode ser a melhor para a sua realidade, mas pode ser que daqui a um tempo ela não atenda mais às necessidades do time e precise ser alterada. 

Muitas vezes uma alteração de ferramenta deixa de ser realizada porque ao invés de ter um mindset ágil, focado em mudança, adaptação e feedback contínuo, o time continua utilizando o mesmo plano - sem perceber da necessidade de troca. Isso acontece porque as pessoas estão concentradas na prática do ágil e não em seus conceitos. 

Se você se interessa por esse assunto e pretende implementar as metodologias ágeis na sua corporação, continue acompanhando nossos conteúdos. E se quiser tirar dúvidas específicas, entre em contato com o nosso time. Ficaremos muito felizes em trocar ideias e experiências com você.